Descoberta do chamado missionário

Foram muitos os caminhos que percorri até chegar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus para minha vida. Foram muitos altos e baixos, muito mais baixos do que altos, até começar uma lenta caminhada que perdura até o momento, para, então, ter a convicção de que Deus verdadeiramente cumpre a sua palavra. Deus é o mais interessado para que todos nós descubramos nosso chamado e o aceite de todo o coração. Comigo não foi tão fácil assim, mas sei que Deus começou a me moldar para exercer meu chamado muito antes de que eu pudesse conhecê-lo, e com você não deve ser diferente. Suas melhores habilidades são as ferramentas necessárias para Deus usar sua vida em favor de seu próximo.

Durante minha primeira viagem missionária, eu jamais saberia que ela um dia poderia se enquadrar em viagem de missões, já que o propósito não era esse. Em meus pensamentos seria apenas uma simples viagem para diversão e para fazer o que mais amo que é conhecer lugares, culturas e pessoas diferentes. Recém convertida e batizada, eu morava nos Estados Unidos e tive que voltar para o Brasil. Não retornei porque eu queria, mas sim, porque Deus já havia entrado na minha vida e, desde então, eu deveria fazer a vontade dEle. Tentei todas as possibilidades legais para continuar no país, mas não haviam portas abertas para isso.
Certo dia, bem aborrecida porque Deus não queria me ajudar em meus planos, eu fui à igreja Batista Palmetto Church, localizada próxima a casa em que eu morava em Miami, Flórida. Não pude crer, pois durante toda a pregação, nosso estimado pastor, sem nem ao menos saber de meu dilema pregou veementemente sobre obediência e falou claramente que haviam pessoas que deveriam ir para onde o Senhor as estava mandando. Muito triste, entendi a mensagem e aceitei. Eu não queria mais voltar para o Brasil, mas como meu visto de permanência estava vencendo e eu  não encontrava meios legais para continuar residindo nos Estados Unidos, semanas depois fiz minhas malas. Voltei muito contrariada, pois voltar já não mais fazia parte de meus planos de vida. Quando o avião decolou do aeroporto internacional de Miami, que ficava localizado bem próximo da casa que eu morava, eu chorei e parece que meu coração estava adivinhando que minha vida não mais teria continuidade ali.
Poucos meses após minha chegada, eu fui a convite de minha irmã e uma amiga da família à região sul do país para alguns dias de férias. Seria na semana de meu aniversário e um presente de Deus, pois quando minha irmã contratou a viagem, a agência estava oferecendo todas as despesas da excursão totalmente pagas para um acompanhante.
A viagem foi tranquila e percorremos as cidades de Camboriú, Joinville, Blumenau, Florianópolis e Curitiba. No grupo da excursão fizemos amizade com um rapaz santista e o Senhor, mesmo recém convertida, me usou para pregar o evangelho para ele mesmo com o pouco conhecimento bíblico que eu tinha.
A excursão foi uma benção e creio que mais algumas pessoas foram alcançadas pelo o que eu soube pregar sobre o evangelho. Sem querer ou até mesmo sem entender, eu começava uma trajetória longa na caminhada com Jesus e, através dela, Ele me levaria a muitos lugares para semear sua palavra através do evangelho da salvação em viagens de férias. Dois anos mais tarde, o Senhor me enviou novamente a Curitiba, Florianópolis, além de Fóz do Iguaçu, pela primeira vez. Desta vez, fui com o grupo de jovens do coral da igreja que eu congregava. O convite seria para apresentações musicais e ministrações do grupo de louvor. Atendíamos muitos convintes em cidades da região de Campinas também, mas da segunda vez que eu visitava a região sul do Brasil, eu já começava a vislumbrar o propósito de Deus, mas ainda bem superficialmente. Num futuro próximo, haveriam muitas situações com o intuito de me moldar para meu chamado. O relato de hoje é uma pequena parte do aquecimento necessário para a grande maratona de viagens a porvir.
E ai? Gostou da postagem? Já viveu alguma experiência parecida em seu ministério pessoal? Então, conta pra gente através da página http://www.facebook.com/viajantemissionaria.wordpress/. Espero você por lá com sua história.

2 comentários sobre “Descoberta do chamado missionário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s